by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 17.05.11 às 20:18link do post | favorito

Reza a historia que andando a Portuguesa Rainha Isabel (de Aragão) a fazer caridade, levando no seu regaço pão e esmolas para distribuir pelos mais pobres, foi interpelada pelo desconfiado senhor (Rei) seu marido, e à pergunta sobre o que escondia no seu regaço respondeu “São rosas, meu senhor!”, mesmo sendo Isabel castelhana era-lhe impossível à altura ter rosas em Janeiro mas o certo é que elas lá estavam.


Mudaram-se os tempos e são agora outras «rosas» que se atravessam no caminho dos súbditos da Rainha Santa, estas semearam ao longo dos últimos anos carradas de espinhos por todo o lado, distribuíram a torto e a direito subsídios, esmolas que só serviram para acomodar a plebe e criar uma falsa ideia de que trabalhar já era, construíram castelos no ar que não passaram de carradas de projectos sem obra só para encher os bolsos da clientela politica, armaram «boys» cavaleiros com dotes de duques que não mais fizeram que alimentar uma cadeia de vassalos quais sanguessugas do erário publico, depenaram o tesouro nacional e empenharam até ao tutano a terra d’El Rei, não há Dom Sebastião que nos salve, já não acreditamos em milagres, estamos entregues à bicharada.

Mudar é preciso.

Rosas, imagem meramente ilustrativa

* imagem meramente ilustrativa,

as coitadas das rosas (flores) não têm culpa


teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO