by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 19.01.12 às 00:00link do post | favorito

José Rodrigues dos Santos voltou a uma receita de sucesso e «ressuscita» Tomás de Noronha, daí até inventar um sempre derradeiro segredo, espirrar uma conspiração, urdir o romance com mil e um detalhes das Sagradas Escrituras vai um passo muito imaginativo, e o resultado é bom, até porque nos leva a reflectir, não será tempo da nossa Igreja limpar com as teias de aranha, olhar ao espelho e começar a pensar que o tempo efectivamente passou, estamos no século xxi e devemos acompanhar a evolução da sociedade.
O romance tem por base uma interessante analise às Sagradas Escrituras, em especial ao Novo Testamento e aos Evangelhos em que o autor se deu a algumas liberdades na extrapolação dos textos Bíblicos enquadrando as citações das Escrituras por forma a dar ritmo ao texto e sentido à sua tese. Diversos estudos académicos feitos ao longo dos últimos séculos apontam inúmeros erros aos textos Bíblicos, desde simples incoerências, a erros de tradução, ou por exemplo acrescentos indevidos feitos pelos copistas, contudo, devemos sempre ter bem presente que à luz do Catolicismo acreditamos que os «autores» Sagrados tiveram inspiração divina ao escrever os textos do Antigo Testamento e ao narrar a vida terrena de Jesus, O Messias portador da boa nova. Se mesmo assim continuarem cépticos e não O quiserem tomar como Jesus Cristo filho de Deus podem sempre aproveitar a historia e retirar dela os muitos ensinamentos que ela exprime, acima de tudo: amor e perdão.
Sem procurar muito lembro facilmente algumas das últimas palavras que o nosso Irmão nos deixou: Perdoai-lhes porque não sabem o que fazem (dizem), não vá entretanto alguém argumentar também que Ele não as disse.

 

O Ultimo Segredo - José Rodrigues dos Santos

 

«”Isto é, de resto, uma constante nos Evangelhos. Os evangelistas tentaram em todas as oportunidades apresentar provas de que os diversos aspectos da vida de Jesus mais não eram do que coisas que as escrituras profetizavam sobre o Messias. Procuraram deste modo provar aos judeus que Jesus era o salvador profetizado. Se os factos não o confirmavam, inventavam-nos. Inventaram que Jesus nasceu em Belém, inventaram que a mãe o concebeu virgem, inventaram que era descendente de David.”»

in «O Último Segredo» de José Rodrigues dos Santos


teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO