by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 15.02.12 às 23:03link do post | favorito

Na paixão tal como em tudo na vida as nossas vontades são dominadas pelos apetites, o sal de um momento pode ser despertado pela doçura de um sorriso, a pimenta de uma ocasião pode estar à flor da pele na linha que separa o caramelo do creme de ovos, e… são tantas as vezes que temos de colocar os nossos desejos em banho-maria antes que esturrem, porque há sentimentos que fervem em pouca água, intenções cruas prontas a estrugir, carinhos insossos prontos a ser salgados por aquela lágrima de felicidade, calores escondidos que rebentam ao sabor agridoce do primeiro beijo.

O aroma da tentação chega ainda antes da primeira trinca, esta delícia é um petisco que se serve sem guarnição, que se prova mas nem sempre se aprova, saboreia-se lentamente, e rega-se generosamente com o néctar da loucura.

O gelado da prudência derrete-se no ardor do ensejo quando a lucidez já não faz farinha da perdição, ama-se com gula, e come-se como se não houvesse amanhã.

O remorso queima-se com o café, e o sentimento de realidade evapora-se a cada gole de um sempre ultimo digestivo.

Quando o caldo se entorna e chega a traição, esquece-se o colesterol, acabam-se as dietas, entorta-se o destino, e afagam-se as mágoas numa qualquer fatia de Bolo Estrelado.

Bolo Estrelado - Fast-Love


teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO