by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 02.11.12 às 19:01link do post | favorito

A Natureza em todo o seu esplendor fala-nos quando cresce, sorri quando floresce e chora quando morre, loucos são aqueles que não a querem escutar... esta viagem pelas terras internáveis do sertão brasileiro é mais que uma fábula, é um hino à liberdade e à simplicidade de um povo que vê na natureza um seu irmão...

 

Rosinha, minha Canoa - José Mauro de Vasconselos

 

«Inda bem que ele era do Brasil, porque se estivesse na Europa não aconteceria aquela canja. Europa, com tudo quanto era terra pequenininha! Andava dois dias, saía na Suíça, caminhava dois dias, chegava no fim de Portugal, viajava três, varava a França. Assim, não. Dizem que terra grande mesmo, lá, somente a Rússia, quando deixavam entrar.»

in «Rosinha, Minha Canoa» de José Mauro de Vasconcelos

tags:

teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO