by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 02.12.12 às 19:20link do post | favorito

…não é todos os dias que nos fazem uma oferta destas, e logo três de uma vez, a diferença saltava logo à vista, uma das nossas de faces bem rosadinhas, tamanhinho roda 20 (pequenina como a sardinha), e duas grandes louras que se destacavam-se à distância, ao perto (bem mais ao perto) senti-me logo atraído pelo aroma perfumado da nossa patrícia, mas tinha de escolher e não me fiz de esquisito, senti-lhes a pele macia e apalpei-as (bem apalpadas).

A fome já se juntava à vontade de comer e não demorei muito a decidir-me por uma das russas, tive mais olhos que barriga e nem sequer me dei ao trabalho de a descascar.

Atirei-me a ela à dentada (como se não houvesse amanhã), mas logo se confirmou que era tudo fogo-de-vista, nem ofereceu resistência, muito balofa, sem consistência, e quase sem sumo, (além disso) deu muito trabalho, acabei desconsolado e tão enjoado que as outras vão ter de esperar por melhores dias para serem comidas…

As maçãs, tal como a nossa língua (portuguesa), são assim… muito traiçoeiras!


duas polacas e uma portuguesa

tags: ,

teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO