by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 31.12.10 às 15:01link do post | favorito

O ano de 2010 foi mau.

Na opinião de muitos está classificado do ponto de vista económico como horrível. Contudo tudo o que pedimos é que 2011 não seja pior que o que está a acabar.

É enterrar 2010… bem enterrado sff!

 


xiba-te
by Hellder Pinho, em 28.12.10 às 22:47link do post | favorito

O disco não chegou aos TOP's, se o tivessem posto lá pulverizava a Lady Gaga e o que mais lhe aparecesse pela frente, este verão pelas festas e romarias vendia como pão quente, nas discotecas ambulantes tocava insistentemente e rivalizava com a missa e a cacofonia dos carrinhos de choque, na impossibildade de se fazer um teste de ADN à musica esta continua com muitos pais, "Mas quem será o pai da criança?" vai continuar a badalar neste réveillon.



xiba-te
by Hellder Pinho, em 25.12.10 às 00:00link do post | favorito

Hoje faz anos o Atleta (Aquele que aparece na cruz sempre de calções), vejam lá faz mais de 2000 anos e ainda não lhe perdemos a conta, não admira tem sido muito nosso Amigo, um autêntico sprinter a correr em nosso auxilio, sempre ao nosso lado incansável como um corredor de fundo é Ele que nos auxilia nas provações, e se (quisermos) escutar bem… nos dá os melhores conselhos.

Parabéns Jesus… FELIZ NATAL!

 

Parabéns Jesus… FELIZ NATAL!


xiba-te
by Hellder Pinho, em 23.12.10 às 20:02link do post | favorito

A 23 de Dezembro das serranias de Arouca e Cambra desciam “carregos” de gente que se juntavam aos do Vale, a 2 dias do Natal a feira dos 23 em Vale de Cambra era o “fim do mundo”.

Os feirantes inundavam tudo com as suas Ford Transit e barracas de lona bege, desde a “feira dos ovos” com peixe frito e fruta, á rua da Lacto-Lusa com calçado (vindo “das melhores” fábricas de Felgueiras), passando pelo largo da feira onde se comprava o (sempre) “fiel amigo” bacalhau (para a consoada), nenhum bocado ficava por preencher, não havia chuva ou frio que parassem a mole humana, uns vinham, outros iam, de bolsos vazios, enchiam de cestos e canastras com folares as “caminetes” do Caima e do Calçada a caminho… do Natal.

Feira em Vale de CambraDurante décadas a feira foi um ex-líbris para as populações da “suíça portuguesa”, agora na era da globalização, e com os lugares da antiga feira ocupados por construções de (in)utilidade urbana, a feira realiza-se em espaço proprio no mercado, e embora com menos expressão ainda atrai muitas gentes neste dia.


xiba-te
by Hellder Pinho, em 19.12.10 às 11:12link do post | favorito

Sem nos apercebermos chega uma altura em que temos de nos adaptar a novas condicionantes, a vida assim o exige, o trabalho que executamos diariamente parece o mesmo de há anos, as rotinas mantêm-se, os filhos parecem sempre iguais…, a sociedade “até é” ma mesma…, será?

 

…não é bem assim, os hábitos vão mudando, os valores alteram-se, e é então chegado o tempo de libertar o nosso espírito das teias de aranha que poluem os pensamentos, soltar as amarras que prendem a mudança, e principalmente, quebrar os tabus que nos toldam a vista e não nos deixam ver a realidade do mundo que nos rodeia.

 

(re)aprender a (re)viver

 

O nosso espelho é mentiroso!


xiba-te
by Hellder Pinho, em 18.12.10 às 12:31link do post | favorito

O que as mulheres mais gostam de receber, ranking:

4º - Jóias, Bijutaria, Lingerie e coisas que tal

3º - Flores, Bombons e muito mais

2º - Beijinhos, Carinhos e outros agrados

1º - Amor…, Amor interminável

Para as mulheres (gajas)  só coisas boas«pena... nem todas as mulheres serem iguais!»

tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 14.12.10 às 23:12link do post | favorito

Já está pronto o presépio, esse artefacto religioso adjacente ao pinheiro pagão, no sopé do qual se vão depositar as profanas prendas de Natal.

Presepio

Com a crescente depreciação do simbolismo religioso do Natal qualquer dia somos convidados a voltar a festejar nesta época a chegada do solstício de inverno e a adoração ao deus sol.


xiba-te
by Hellder Pinho, em 09.12.10 às 22:08link do post | favorito

eu murcom me confesso, «olha... porque fui murcom...» estava na fila para pagar no supermercado Lidl e à minha frente um casal cheio de pinta, ele empurrava um carrinho de compras carregado de caixas de batata frita ultra-congelada, ela um outro pela mesma medida de cerveja Super Bock TP, ele pagou 200 euros (em notas), ela virou-se para trás (deixando ver um impecável avental vermelho com o nome de uma roulotte de cachorros) e educadamente pôs no lixo do caixa o talão de compra... saíram assim, à vontade, sem talão muito menos factura, mais uma compra "tax free" ou seja "pela porta do cavalo"!

eu murcom me confesso - tax free = pela porta do cavalo


xiba-te
by Hellder Pinho, em 04.12.10 às 19:53link do post | favorito

Tons de Outono


teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds