by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 30.05.12 às 22:26link do post | favorito

*** FICAM AVISADOS: este texto pode conter expressões consideradas machistas e susceptíveis de ferir a sensibilidade feminina ***

 

Para tudo é preciso ter jeito e para lidar com mulheres é preciso muito mais, e começa logo pelo tratamento, não há Querida donzela que regateie um bom galanteio, a uma pura quarentona se a tratarmos por Menina é meio caminho andado, à senhora um cortejar simples como Tia assenta como uma luva, e a avozinha pode até nem ser nossa mas com este carinhozinho fica logo um doce, contudo… não há manual, nem compêndio que traga a receita secreta para lidar com as damas, a todos interessados em travar amizade com o sexo oposto recomenda-se vivamente que se dediquem primeiro à sua observação, este processo pode parecer fastidioso e inconclusivo mas em muitos casos revela-se proveitoso, no caso dos aventureiros que buscam parceira para fins afectivos aconselha-se sempre que possível a segregação da amada do seu grupo de origem, dizem (embora não esteja cientificamente provado) que em grupo elas podem ser muito ingratas umas com as outras, principalmente quando assanhadas por motivos passionais, nas situações mais desesperadas de varões em que buscam parceira aconselha-se frontalidade, sem rodeios, muito embora, se recomende muito treino, como por exemplo o esbofetear da própria cara, no acasalamento elas mostram-se ciumentas e apreciam pouco a partilha de machos, contudo há inúmeros relatos de concubinas que gostam de experimentar diversos, mas sempre em exclusividade, nada de misturas.

 

Mulheres, Depois não digam que eu não avisei

Depois não digam que eu não avisei

tags: ,

xiba-te
by Hellder Pinho, em 24.05.12 às 05:55link do post | favorito

O papel de todas as ilusões é dar ânimo e alento, a partir do momento que ele sai da máquina até que se conferem os números mágicos todos os sonhos são possíveis, do humilde: «é desta que saio do buraco», ao hipócrita: «dá-me igual», há devaneios para todos os gostos: um que promete fortunas a meio mundo, outro que paga a hipoteca da casa a toda a gente, o raivoso comprava um carro «igualinho» ao do Cristiano Ronaldo para espetar nas «bentlas» do vizinho, o caridoso ajudava a família toda e o hipócrita que os mandava a todos para «baixo de Braga», mas… as carradas de vontades caridosas e as inúmeras promessas deitadas da boca para fora esfumam-se na hora da verdade, os candidatos são incontáveis para um prémio que raramente aquece a carteira, mas que pelo menos enche corações.

 

euromilhões – a criar sonhos todas as semanas

euromilhões – a criar sonhos todas as semanas

tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 21.05.12 às 22:22link do post | favorito

Estava eu tranquilamente estacionado, entretido na mais pura arte de quem nada faz enquanto espera, quando a meu lado parou um pura raça alemã topo de gama, não pude deixar de reparar na miúda que no banco de trás lia entretida um qualquer livro de capa colorida, e tal como estava assim saiu do carro, quem não gostou disto foi o progenitor que ficou escandalizado, e não se imiscuiu de logo ali soltar uns quantos impropérios à miúda e, até lhe teria soltado os cães (se os tivesse trazido), foi por pouco que assim evitou que a garota fosse a ler para o café e o envergonhasse com tal andamento em frente dos amigos, como se a violência verbal não bastasse arrancou-lhe o livro da mão, atirou-o por uma janela do carro que tinha ficado aberta e este foi embater na imediatamente oposta e só não partiu o vidro por um mero acaso, o que a ter acontecido também não se notaria muito no bólide, seria apenas mais uma mazela a juntar aos farolins partidos, amassadelas e riscos ferrugentos que abrilhantavam a sucata...

 

Factos Bizarros - Porto EditoraFactos Bizarros - Porto Editora

 

No lado oposto a esta cena bizarra temos os casos de pais que fazem de tudo para que os filhos leiam, pelo menos um pouco de vez em quando, «dizem» que ajuda a desenvolver o intelecto e outras coisas mais…


xiba-te
by Hellder Pinho, em 18.05.12 às 04:44link do post | favorito

Se Júlio Verne vivesse nos nossos dias os seus livros seriam de uma inimaginável ficção, que pulverizaria até os sonhos mais futuristas dos mais ousados, por certo ofuscaria o próprio Steve Jobs, e transformaria os iPhone e quaisquer outros iGadjets-geek em meras quinquilharias de nerds.

 

Da Terra à Lua – Júlio Verne

 

Da Terra à Lua – Júlio Verne


xiba-te
by Hellder Pinho, em 15.05.12 às 04:04link do post | favorito

Este escritor Português, que na América vende como pão quente, cozinha uma escrita bem recheada de factos, temperada com muita acção e, suspense q.b., qual pacote de Pringles aberto as páginas vão desaparecendo primeiro ao ritmo da fome e depois da gula, é de ler e chorar por mais…

 

O Assassino Inglês – Daniel Silva

O Assassino Inglês – Daniel Silva

tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 12.05.12 às 19:15link do post | favorito

Dumas e d'outras são as historias deste romance, este histórico de capa e espada é singular, pela forma simples e “simpática” de encarar as situações, Alexandre Dumas tão depressa escreve que o taberneiro avia copos e rabisca despesas, como com a mesma ligeireza faz os heróis desembainhar a espada e espetar umas quantas estocadas num qualquer guarda do cardeal, e a seguir irem ter com uma qualquer amante. Para quem na sua juventude viu a série de animação Dartacão e agora lê este livro, torna-se um pouco difícil de o encarar como uma obra para gente crescida, o que de facto é. Um livro habilmente escrito e de leitura contagiante, nada melhor que as palavras do autor (narrador) para o descrever:

"falais como o Apocalipse e sois verdadeiro como o Evangelho".

 

Os Três Mosqueteiros – Alexandre Dumas

Os Três Mosqueteiros – Alexandre Dumas


tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 09.05.12 às 22:17link do post | favorito

Bourne Vivaldi

(Bourne Soundtrack/Vivaldi Double Cello Concerto)

The Piano Guys

tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 06.05.12 às 19:45link do post | favorito

É um cenário típico nas nossas estradas no inicio de Maio, milhares de peregrinos que vêem de longe e de perto, rumo à Cova da Iria, ao Santuário da «Mãe Maria», percorrem aquilo que em outras circunstancias lhes seria inatingível, tal é a força que lhes imprime a fé, por trás de cada rosto uma promessa, o anseio de quem acredita ser atendido pela Nossa Senhora de Fátima.

 

em busca da felicidade - peregrinos a caminho de Fátima


teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds