by Hellder 'Lage' de Pinho
xiba-te
by Hellder Pinho, em 02.04.13 às 22:28link do post | favorito

No tempo em que o brinquedo com que todas as crianças sonhavam era uma imitação plástica de bota rasgada (com um vergonhoso preço exorbitante), o sonho de muitos jovens era cortejar uma qualquer das parteneres do show, e não havia crescido que que não sonhasse em mudar a sorte, e não se sentisse capaz de ir lá com o seu par e fazer melhor, levar a lição bem estudada, com as respostas na ponta da língua, e sem esquecer de nenhuma palavra, nome ou expressão, até chegar ao jogo final escolher a porta do carro ou sacar o dinheiro.
Em casa, na escola, no café com os amigos o concurso estava na ordem do dia, e era repetido e treinado até à exaustão. Em meados dos anos 80 (do século passado), o mito era o homem que sabia (ler num cartão) as óbvias respostas que os concorrentes sempre se esqueciam, ombreava com o (Carlos) Fininho em tiradas humorísticas que encerravam enigmas (decifráveis) e dava alento a um país a remar contra a crise e sob intervenção do FMI, tão sagrado como ao domingo de manhã ir à missa, era à segunda-feira à noite ver o concurso 1, 2, 3, era o senhor Cruz na TV e o Senhor da Cruz no Céu.


concurso 1 2 3 diga lá outra vez
Figura incontornável da Televisão do século passado em Portugal, o entertainer Carlos Cruz tornou-se neste século alvo de muita atenção mediática, acusado de graves crimes, julgado e condenado, reclamou e reclama justiça e inocência.

Continua… Brevemente numa TV perto de si!

tags: , ,

xiba-te
by Hellder Pinho, em 08.11.12 às 21:19link do post | favorito

Portugal, Politica Vs Média,

uma abordagem muito (muito) superficial

 

Na nossa parvónia portuguesa as coisas são sempre assim, correm a toque de caixa da comunicação social, puxa-se por um qualquer tema e pimba…

vem um politico fala, fala, fala e é sempre a mesma coisa, se é do governo é porque tem de seguir aquela estratégia e coisa e tal, e está tudo bem, por mais feias que as coisas estejam, vamos sempre no bom caminho..., logo a seguir aparece um outro senhor da oposição, e apressa-se logo a dizer que não é bem assim, que é asneira, que está mal, e que é um erro o povo confiar nos que mandam, deixa sempre bem frisado que tem boas ideias (aliás as melhores), dá sempre a entender que sabe como devia ser feito (tudo e mais alguma coisa), mas nunca, por nunca, diz como fazer melhor.

 

A seguir vem a carneirada toda, os média que ainda não publicaram a noticia apressam-se a fazê-lo, procurando sempre o melhor ângulo de ataque, não confundir sequer com ponto de vista, a estratégia é mesmo (maior parte das vezes) de bota abaixo, as redacções encontram logo nas suas fileiras rebanhos de políticos de ambos os lados da barricada prontos a cuspir das mais elaboradas contradições ás mais esfarrapadas defesas. Com sorte o assunto morre por aqui e não passa dos tradicionais 3 minutos de reportagem, e/ou de umas quantas colunas no jornal adornadas por fotos com pelo menos um bom par de anos.

 

Se a coisa andar morna e o tema vender, entram em campo as sanguessugas, os comentadores políticos, com grade habilidade em embrulhar assuntos e sempre dispostos a acertar no cravo ou na ferradura, conforme tocar o vento, ora aparecem disfarçados de missionários do Bom Pastor e bota para lá uns bocadinhos de água benta, ora vestem o manto negro do mago que estiver mais à mão e toca a arriar a torto e a direito.

 

Se a coisa aquecer, se houver (aquela) possibilidade de fazer transbordar o assunto para a esfera pessoal, e se cheirar a parangonas… é aí, nesta guerra sem quartel que entram os «freelancer», essa estirpe de mercenários jornalísticos, que dedicam a vida a desenterrar (alegados) mistérios que possam, mesmo tenham de ser trabalhados (ou até adulterados), ligar à maquina uma qualquer noticia moribunda, e se possível, ressuscitá-la para que logo de seguida se possa fazer… sangue!


google news, portugal, politica vs média

Todo o parágrafo anterior teve outra redacção mas não a posso publicar porque poderia ferir susceptibilidades, contudo nem sequer no texto original a sua última palavra era «justiça», até porque esse conceito não consta do glossário de alguns média, que são cegos quando não lhes agrada ver.

Nota: este foi o meu comentário ao meu próprio post… tipo, para prolongar a coisa mais um pouco, assim, tipo!


xiba-te
by Hellder Pinho, em 11.01.11 às 22:01link do post | favorito

Portugal é um País de Mourinhos, somos todos uns “Special Onesda treta…, pronto já disse.

O texto que vou escrever a seguir é que é mais difícil, posso enveredar por dois caminhos, ou satirizo, ou opto por um texto mais sério, como não sou o Mourinho da escrita vou partir para o ridículo (ou talvez não).

 

Considerem-se avisados:
a leitura deste texto pode prejudicar o ego (da nação) e é da exclusiva (ir)responsabilidade de quem estiver com pachorra para me aturar.


Nós Tugas, esta nossa raça de Mourinhos superiormente conceituada, somos os melhores (dos melhores) nas nossas artes (e manhas) e não se conhecem outros melhores que nós neste planeta (e arrabaldes).

 

Nos futebóis são “paletes” de prémios e “carradas” de taças, a selecção nacional é que não ganha (quase) nada, politicas á parte até temos os melhores dos melhores Mourinhos: economistas, contabilistas, banqueiros, advogados, políticos, corruptos (ler pontuação a gosto), etc. e tal mas o nosso país está quase na banca rota.
Sempre que o Mourinho das estatísticas observa um índice internacional se o tópico é de mérito analisa a tabela de baixo para cima por certo somos dos últimos, e for um tópico de demérito a táctica é analisar tabela de cima para baixo e assim encontra mais depressa o nosso ranking, … olha! olha! não sou eu que digo é assim que nos mostram os Mourinhos do jornalismo nos telejornais,… claro que não vês, não fosses tu o Mourinho dos telecomandos o às do zapping.
Os nossos trabalhadores são os melhores dos melhores, os Mourinhos da produtividade, cotados ao mais alto nível, … no Luxemburgo, por cá nem por isso.
Distinguimo-nos a todos os níveis pelos factos mais insólitos, desde umas tripas á moda do Porto servidas em cima de uma ponte em Lisboa a um bolo mal cosido com três quarteirões de cumprimento, tudo serve desde que venha a TV filmar, haja quem pague a conta… e não permitimos que apareçam outros melhores que nós.
Não é injuria, a nossa mentalidade tacanha assim o dita: em Portugal só se dá “credito” a quem tiver (ou não) provas dadas no exterior, basta vir um engravatado ex-entregador de pizza das ramblas de Barcelona para lhe caírem todos aos pés num “endeusamento” doentio, e não é difícil para o Mourinho das criticas encontrar o culpado: o nosso sistema de ensino (claro) que debita resmas de jovens para o mercado de trabalho sem qualquer preparação.

 

Post Scriptum (recuso-me a escrever a abreviatura):

Aproveito para dar os parabéns ao verdadeiro: José Mourinho, considerado o melhor treinador de futebol do mundo em 2010.

Dou razão ao juiz que diz que a transcrição por si só não chega é preciso ouvir (mesmo) para se perceber a entoação que é dada ás expressões, malgrado os meus esforços e devido á minha falta de jeito não consegui transpor para este escrito o tom sínico e arrogante que ele mercê (ou talvez não).

...e desculpem, tive de escrever em português.

José Mourinho, Treinador do ano 2010 - FIFA Balon D'Or


xiba-te
by Hellder Pinho, em 06.01.11 às 21:17link do post | favorito

Os canais e conteúdos da RTP estão agora à distancia de um click em RTP Play (beta), em "HD", está muito bom... é ver.

 

RTP Play

tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 06.10.10 às 20:03link do post | favorito

18 anos de SIC

tags:

xiba-te
by Hellder Pinho, em 30.07.10 às 12:16link do post | favorito

Para ele a vida não era uma treta e agarrou-se a ela com unhas e dentes... até sempre!

Antonio Feio, 1954-2010

António Feio, 1954 - 2010 - e para sempre na nossa memoria enquanto por cá andarmos.


xiba-te
by Hellder Pinho, em 17.03.10 às 19:00link do post | favorito

A reportagem cor-de-rosa que a SIC passou ontem sobre a vida de um casal de motoristas TIR na estrada, não traduz nem de perto nem de longe as agruras que muitos milhares de camionistas portugueses passam nas estradas da Europa.

Não querendo tirar o mérito á reportagem nem desmerecendo o profissionalismo do casal motorista, o certo é que o dia-a-dia do motorista TIR é bem mais duro do que o espelhado na reportagem. A vida solitária de um camionista TIR, é um interminável fado preenchido por milhares de km’s, nem sempre nas melhores estadas, nem sempre com os camiões nas melhores condições, nem sempre encontrando pessoas com os melhores humores. As viagens quase sempre em contra relógio (a 90 á hora) tomam outros contornos quando o solitário motorista tem de se sujeitar ás condições do mercado esperando longas horas pela carga e tendo depois de recuperar no alcatrão o tempo perdido.

tags: ,

xiba-te
by Hellder Pinho, em 07.02.10 às 15:01link do post | favorito

Credivel?

ou talvez não,

ainda não (ou)vi no youtube...


xiba-te
by Hellder Pinho, em 05.08.09 às 22:58link do post | favorito

José Eduardo Moniz abandonou hoje a TVI...

                                               ... muitos parabéns ...

...Sr Primeiro Ministro

tags: ,

xiba-te
by Hellder Pinho, em 26.06.09 às 08:21link do post | favorito

Cristiano Ronaldo = 96 milhões

 

Manuela Moura Guedes = 150 milhões

 


xiba-te
by Hellder Pinho, em 23.05.09 às 12:31link do post | favorito

«Foram Cardos Foram Prosas»

Embora desmascarada e descomposta em directo, não acredito que mesmo assim acabe aqui a pornografia jornalística levada a cabo, todas as sextas-feiras, pela consorte do director do ex-canal da igreja.


xiba-te
by Hellder Pinho, em 29.04.09 às 14:47link do post | favorito

Dar razão ao PM é algo que custa mas tem de ser, na realidade o Jornal de sexta-feira da TVI é horrível, a apresentação é altamente foleira e o conteúdo é sempre a chover no molhado e mais não digo porque não aguentei ver, mas depreendo que as queixas do PM sejam verdadeiras. Pese embora a possível gravidade dos crimes cometidos em volta do caso Freeport e importa dizer que: ainda ninguém é acusado de nada (de acordo com o MP), e é preciso respeitar a presunção de inocência e não atirar todos os malabarismos noticiosos para a caldeirada da informação de interesse público. A linha editorial do canal de José Eduardo Moniz passou de católica a pouco ortodoxa.

Fraude é a classificação mínima que se pode atribuir ao que se passou a seguir ao Jornal de sexta-feira na TVI. Foi anunciada e amplamente publicitada a transmissão em directo de um concerto de veras especial de Paulo Gonzo… que só cantou 2 canções (melhor dizendo uma canção e meia porque a Lúcia Moniz também cantou), isto sem contar com o patrocinador que como se Mexia bem teve direito a um bom tempo de antena.

No dia seguinte sábado durante as comemorações do 25 de Abril somos surpreendidos pelas declarações do PM (a uma anónima cidadã) dizendo que até estaria disponível para participar numa entrevista e até na TVI, com o Manuel Luis Goucha, vai se lá saber se calhar o Sócrates e o Goucha partilham alguns mesmos ideais.


teias de aranha
Shelfari: Book reviews on your book blog
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds